quinta-feira, 14 de setembro de 2017

América-MG: Pré-jogo Ceará

Em time que está ganhando também se mexe.

Enderson Moreira, mais uma vez, será obrigado a fazer mudanças entre os titulares.

Vale lembrar que nas 12 vitórias conquistadas, as escalações sequenciais foram diferentes.

Ainda assim, o modelo de jogo, a consistência defensiva e postura ofensiva foram preservados.

Contra o Ceará, o time americano deve buscar o controle da partida, com a valorização da posse de bola e marcação no campo do adversário, mas de acordo com as circunstâncias, optar pela segurança defensiva e contra-atacar em alta velocidade.

Bill, Ernandes, Messias e Ruy são desfalques.

Messias se destacou na saída de bola, na marcação, nos desarmes e rebatidas nas bolas rasteiras e aéreas.

Lima deverá ser o substituto, mas precisa ficar mais atento na marcação do Elton.

Apesar da necessidade de diminuir o número de passes errados, Ernandes está na melhor fase dele no América. Supercompetitivo e participativo nos desarmes, na marcação e no apoio. Encaixou bem com Giovanni e Luan pelo lado esquerdo.

A linha de três na saída de bola será formada pelo Lima, na direita, Zé Ricardo no centro, e Rafael Lima pela esquerda.

Deste modo, Ceará e Giovanni deverão fazer ultrapassagens pelos lados e respectivas triangulações com Matheusinho e Luan.

Nessa transição ofensiva, Juninho é pouco utilizado. Talvez seja interessante ficar mais recuado, com o avanço do Zé Ricardo, que tem mais qualidade na virada de jogo e na finalização.

A utilização do Magrão no lugar do Ernandes poderá ser uma opção interessante. Ainda mais que Tiago Cametá é um lateral que avança muito.

Ruy teve poder de criação, finalização e decisão.

Renan Oliveira alternou altos e baixos. Precisa exercer com mais regularidade essas funções.

A linha de três meias será formada pelo Matheusinho, Renan Oliveira e Luan.

Matheusinho deveria jogar nas costas do Romário, partir na diagonal pra dentro da área e revezar com Renan Oliveira as jogadas pelo centro.

Luan também poderia explorar as subidas do Tiago Cametá. Necessita aumentar o número de passes e finalizações certos, diminuir o de passes errados e perder menos vezes a posse de bola.

Bill exerceu a função do primeiro combate e abriu espaços para as infiltrações dos meias, e até volantes.

Hugo Almeida carece segurar mais a bola, antecipar os zagueiros e acertar as finalizações.

Edno é opção para aumentar a força de ataque.

Hugo Cabral é opção de velocidade, mas precisa acertar os complementos das jogadas.

Provável time:
João Ricardo;
Ceará, Lima, Rafael Lima, Giovanni;
Zé Ricardo, Juninho (Magrão);
Matheusinho, Renan Oliveira (Magrão, Hugo Cabral), Luan (Hugo Cabral);
Hugo Almeida (Edno)

Ceará x América
sexta-feira, 21h30, Castelão

Vamos vencer, Coelhô.
Acredita, América!

Marco Antônio

Nenhum comentário: