sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Pré-jogo: América-MG x CRB

Está chegando a hora de gritar bicampeão!

Apesar do desgaste físico, o time americano tem total capacidade técnica para controlar o jogo, criar e aproveitar oportunidades, vencer o CRB e conquistar o título da competição.

A motivação de ser campeão brasileiro, de entrar para a história na galeria de títulos conquistados e ser valorizado profissionalmente poderão ser o diferencial competitivo dos jogadores americanos.

Se não for na técnica nem na raça, que o acaso prevaleça.

Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni deverão formar a primeira linha defensiva, na recomposição.

Messias e Rafael Lima formaram a melhor dupla de zagueiros da Série B.

Giovanni aumenta a altura da bola aérea na defesa e ataque. Poderá formar um trio defensivo-ofensivo com Ernandes e Luan, pelo lado esquerdo.

Novamente, o trio formado no início da transição vai depender da escolha do volante.

Zé Ricardo é mais participativo na troca de passes e libera Norberto para fazer ultrapassagens pela direta.

Ernandes aprimorou o índice de aproveitamento nos passes.

Juninho carece ser mais produtivo na saída de bola e nas jogadas ofensivas.

Caso o CRB jogue compactado, Ernandes e Zé Ricardo possuem potencial para aumentar a força ofensiva.

Na linha de três meais, Felipe Amorim, Ruy e Luan.

Felipe Amorim é o mais agudo. Precisa ser mais eficiente nas finalizações.

Ruy precisa exercer a dupla função de armador e finalizador.

O rendimento ofensivo do Luan caiu, mas é mais finalizador que Magrão.

Bill deveria jogar mais adiantado para ter mais oportunidades de finalização e decisão, nas assistências e cruzamentos.

De acordo com as circunstâncias da partida, David, para cadenciar, Edno, Magrão e Renan Oliveira, para atacar, são alternativas de reposição.

Se Renan Oliveira entrar, vai carecer aparecer para o jogo e chamar a responsabilidade de ser decisivo.

Enderson Moreira deverá manter o padrão de jogo definido, com organização tática, consistência defensiva, proposta ofensiva. Buscar fazer prevalecer a força do futebol coletivo, competitivo e combativo.

Provável time:
Fernando Leal;
Norberto, Messias, Rafael Lima, Giovanni;
Zé Ricardo (Juninho, David), Ernandes;
Felipe Amorim, Ruy (Renan Oliveira), Luan (Magrão);
Bill (Edno)

América x CRB. Jogo para entrar na história.
sábado, 17h30, Arena do Coelhão.
Vamos vencer, Coelhô.
Acredita, América!

-------------------------------------------------------------------------

Marco Antônio


Nenhum comentário: