segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

América 0 x 3 Atlético

Faltou transformar volume de jogo em poder de finalização, mas a diferença de critério, nos dois erros da arbitragem, influenciou diretamente no resultado do jogo.

O adversário, jogou recuado, com duas linhas compactadas de quatro jogadores, as vezes até os dez recuados, explorou lances de bola parada e a velocidade nos contra-ataques.

A limitação na qualidade individual da equipe americana, principalmente dos três meias-atacantes, ficou novamente evidenciada contra um participante da Série A.

O time americano buscou fazer a proposta de jogo, teve posse de bola ofensiva, mas baixo poder de criação, conclusão e decisão.

Aylon repetiu a improdutividade nos clássicos.

Serginho foi pouco participativo. Acertou só sete passes e errou dois. 

Luan manteve a baixa produtividade deste ano. Oito passes certos e três errados.

Serginho e Luan foram substituídos no intervalo.

Marquinhos estreou, foi autor do gol invalidado, mas depois sumiu.

Carlinhos no lugar do Luan, com o avanço do Giovanni, abriu espaços no lado esquerdo defensivo e não aumentou a força ofensiva.

Talvez a entrada do Aderlan, com deslocamento do Aylon para a esquerda, ou entrada do Magrão tivesse sido mais produtiva.

Durante o segundo tempo, Renan Oliveira entrou no lugar do Aylon, mas nada acrescentou.

As três substituições foram justamente na linha dos três meias, mas nem a do primeiro tempo, Aylon, Serginho e Luan, nem a do segundo tempo, Marquinhos, Aylon e Giovanni, foram produtivas.

No setor defensivo, houve falha de marcação no gol irregular do Atlético, quando os adversários trocaram passes pelo alto.

Norberto e Giovanni foram mais defensivos que ofensivos. Norberto errou a saída de bola, no segundo gol. Carlinhos abandonou a marcação no lado esquerdo.

Rafael Lima errou lances que não costuma errar.

Juninho foi mais voluntarioso que produtivo na marcação e troca de passes.

Embora Rafael Moura seja dependente das assistências e cruzamentos recebidos, precisa ser mais participativo e incomodar mais os zagueiros na disputa de bola.

Glauco fez três defesas salvadoras no primeiro tempo, inclusive a do gol validado sem a bola ter entrado.

Messias foi o zagueiro mais eficiente.

Zé Ricardo, o dono do meio-de-campo, mais uma vez foi o destaque americano. Acertou 57 passes e errou 4.

Apesar da derrota e da necessidade de reforços qualificados, principalmente um meia centralizado e um ou dois de beirada, um centroavante e até outro volante para formar dupla com Zé Ricardo, ainda assim, a formação da equipe, a fim de disputar e permanecer na Série A, dentro das limitações financeiras do clube, está com mais pontos positivos do que negativos.

América:
Glauco;
Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni;
Zé Ricardo e Juninho;
Aylon (Renan Oliveira), Serginho (Marquinhos) e Luan (Carlinhos);
Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

Atlético:
Victor;
Patric; Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos;
Adilson e Elias;
Róger Guedes, Otero (Tomás Andrade) e Erik (Cazares);
Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

------------------------------

Marco Antônio

Um comentário:

Flávio Azevedo disse...

PONTOS NEGATIVOS:

1) TEIMOSIA DO TREINADOR OU IMPOSÇÃO DE EMPRESÁRIOS NA ESCALAÇÃO DE JOGADORES.

2) INSISTIR COM LUAN JOGANDO NO MEIO, JOGADOR QUE NÃO SABE DAR PASSE NÃO PODE JOGAR NO MEIO, DEVERIA DISPUTAR POSIÇÃO COM O FRACO RAFAEL MOURA. O JOGADOR É ATACANTE.

3) RAFAEL MOURA: VOCÊ VAI ESTREAR QUE DIA? ESTÁ PENSANDO ATÉ HOJE NO SEU CLUBE DO CORAÇÃO? DOMINGO VOCÊ ATUOU COM UMA MOCINHA.

4) RENAN OLIVEIRA? A TORCIDA TODA DO AMÉRICA, COM EXCEÇÃO DOS PUXA-SACOS DE DIRETORIA, QUER VER O RENAN FORA DO AMÉRICA E COM UMA PLACA NO CT: PROIBIDA ENTRADA DO "JOGADOR" RENAN OLIVEIRA.

5) JUNINHO E DAVID: SÃO DOIS DOS PIORES VOLANTES E ENGANADORES QUE JÁ PASSARAM PELO COELHO E PARA SÉRIE A, SÓ PODEM SER TORCEDORES, NÃO TEM CAPACIDADE PARA ESTAREM DENTRO DO CAMPO!

6) O ÓTIMO VOLANTE CHRISTIAN VAI SER BOICOTADO ATÉ QUANDO, ENDERSON MOREIRA?

7) É DIFICIL ESCALR ESTA EQUIPE TITULAR:

JOÃO RICARDO (GLAUCO), NORBERTO, MESSIAS, RAFAEL, GIOVANNI, ZÉ RICARDO, CHRISTIAN, ADERLAN, SERGINHO. AYLON, MOURA (LUAN). SISTEMA 1-4-4-2.

ACORDA SALUM, A SÉRIE A NÃO PERDOA! ENDERSON, NÃO SE ENFORQUE NA PRÓPRIA CORDA, DEIXA SER MEDROSO E TEIMOSO!