sábado, 24 de fevereiro de 2018

Tombense 0 x 0 América

O confronto foi nivelado pela baixa qualidade técnica, com muitos erros nas trocas de passes, sem poder de criação, finalização e decisão.

A defesa americana ficou vulnerável pelo lado do Norberto, com baixa intensidade para fazer ultrapassagens e envolvido nas jogadas ofensivas do adversário.

Giovanni foi improdutivo no apoio.

Aderlan e Carlinhos parecem ser mais intensos na dupla função defensiva-ofensiva. Precisam ter mais oportunidades, nesta primeira fase.

Messias e Rafael Lima erraram passes, que não costumam errar, mas mantiveram a consistência na zaga.

Zé Ricardo também errou passes, que não costuma errar, mas foi bastante participativo.

Magrão apareceu mais na bola aérea defensiva. Poderá render mais pela beirada.

Na função de meia centralizado, deve ser preferível testar o David, na distribuição das jogadas.

Aliás, David, em vez do Juninho, deveria ter entrado no segundo tempo, porque tem mais qualidade no passe.

O esforçado Juninho correu muito, mas quase não pegou na bola.

O rendimento e a participação do Aylon despencaram. Foi menos produtivo que nos primeiros jogos do Mineiro e menos participativo que Luan.

Serginho rendeu menos que os lampejos do Renan Oliveira.

A bola chegou poucas vezes no Rafael Moura, mas quando chegou, o centroavante teve dificuldade para dominar e executar a função de pivô. Ainda está menos participativo e produtivo que Bill, que incomodava mais os zagueiros adversários.

Capixaba nada acrescentou. Demonstrou que é uma contratação para ser repensada.

Destaque para as duas defesas salvadoras do Glauco e a movimentação do Marquinhos.

Apesar do risco de fazer mudanças no time e perder o entrosamento, Enderson Moreira deveria ter começado o jogo com mais modificações. O time americano jogou tão mal que pareceu totalmente desentrosado, sem a força do futebol coletivo, competitivo e combativo.

Na última projeção da formação de uma equipe competitiva para disputar e permanecer na primeira divisão feita no pós-jogo contra o Atlético:

-------------------------------------------------------------------
Apesar da derrota e da necessidade de reforços qualificados, principalmente um meia centralizado e um ou dois de beirada, um centroavante e até outro volante para formar dupla com Zé Ricardo, ainda assim, a formação da equipe, a fim de disputar e permanecer na Série A, dentro das limitações financeiras do clube, está com mais pontos positivos do que negativos.
-------------------------------------------------------------------------

O volante que faltava para formar dupla com Zé Ricardo, teoricamente deve ser o Wesley.

Ainda falta um meia qualificado pelo centro, um ou dois de beirada, e outro centroavante.

No Brasileirão, o América precisa chegar na frente de quatro concorrentes.

Tombense:
Darley;
David, Anderson, Wellington Carvalho e Bruninho;
PH, Felipe Baiano e Caio César (Natan);
Cássio Ortega, Everton (Flávio) e Daniel Amorim
Técnico: Ramon Menezes

América:
Glauco;
Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni;
Zé Ricardo, Magrão;
Marquinhos, Serginho (Juninho), Aylon (Capixaba);
Rafael Moura (Luan)
Técnico: Enderson Moreira

Cartões amarelos: David (Tombense); Luan (América)

--------------------------------------------------------

Marco Antônio


Nenhum comentário: