sexta-feira, 30 de junho de 2017

América-MG 1 x 0 UDA-AL

O time americano controlou as adversárias, teve proposta ofensiva, mas foi ineficiente no último passe e nas finalizações.

No primeiro tempo, Beiral teve chance para abrir o marcador, quando finalizou de pé esquerdo um cruzamento dentro da área.

Tábata, em jogada individual pela esquerda, invadiu a grande área e finalizou para defesa salvadora da goleira adversária.

Devem ter sido as únicas oportunidades mais perigosas dentro da área, sem contar as conclusões em cobranças de escanteios.

As outras finalizações foram de fora da área, mas sem obrigar a goleira a fazer grandes intervenções.

O golaço da Tábata, também em jogada individual, foi da intermediária.

No segundo tempo, Aninha finalizou de longa distância no travessão.

Apesar da expulsão de uma adversária aos 15 minutos do segundo tempo, o time americano continou agressivo, mas foram poucas chances para finalizar e e poucas finalizações certas.

Camila só fez uma grande defesa nos minutos finais da partida.

As americanas foram bastante ofensivas, praticamente um jogo de ataque contra defesa, porém faltou mais acertos na tomada de decisão entre chutar ou passar, e maior precisão nas finalizações e troca de passes rasteiros, a fim de facilitar as infiltrações e conclusões dentro da área.

América:
Camila;
Mayara, Fernanda, Mariana, Lo (Rayane);
Bruna Rebelde;
Patrícia, Nathália (Daniela Bruno);
Aninha;
Beiral e Tábata (Maria Eduarda)
Gol: Tábata
Técnico: Victor Alberice

O América Feminino terminou a primeira fase em terceiro lugar, com os mesmo número de pontos de Caucáia, a segunda classificada devido ao saldo de gols.

Em sete jogos, foram três vitórias, um empate e três derrotas. Dez gols marcados e 12 sofridos. O saldo de Caucáia, que goleou Cresspom por 5 a 1 na última rodada, foi de três gols.

Vale lembrar, que Izabela, Daniela, Guedes e Modelo foram algumas titulares de 2016 que deixaram a equipe este ano.

Fernanda desfalcou o time nos quatro primeiros jogos.

A artilheira Dilene sofreu lesão no joelho durante o jogo contra o Botafogo-PB.

Em todas as partidas, o América jogou de igual para igual contra as adversárias. Vacilou nos gols sofridos nos primeiros minutos e na  transformação de posse de bola em gols marcados.

No fim das contas, até a falta não marcada em cima da Fernanda, no gol de empate do Botafogo-PB prejudicou.

Ainda assim faltou pouco para conquistar a classificação para a semifinal do Brasileiro.

Pela semifinal da Copa BH Feminina, o América vai enfrentar o Manchester no domingo, às 11h, no campo do Grêmio Mineiro.


Nenhum comentário: