sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Pré-jogo: América-MG x Paraná

Vencer e convencer são os principais desafios do América, na 31° partida decisiva do Brasileirão.

Mas como resultado é diferente de desempenho, até sem apresentar um futebol convincente, embora deste modo as possibilidades de conquistar mais três pontos sejam menores, uma vitória de 1 a 0 será considerada goleada e campanha bastante valorizada.

No segundo tempo na derrota para o Oeste, nas vitórias sobre o Santa Cruz e Luverdense, e no empate com o Brasil-RS, o time americano diminuiu a força de ataque, a posse de bola ofensiva
e ficou sem poder de reação, quando os adversários começaram a gostar do jogo.

A consistente defesa americana ficou vulnerável na bola área, principalmente na pequena área.

Sem o trio formado pelo Giovanni, Ernandes e Luan, a produtividade ofensiva pelo lado esquerdo diminuiu. Luan finalizou menos vezes.

Norberto fez menos ultrapassagens sem a presença do Zé Ricado, na saída de bola.

O número de cruzamentos e escanteios diminuiu.

Juninho correu muito e produziu pouco. Por não participar do início da transição, jogou mais avançado, mas foi limitado no apoio. Talvez seja mais produtivo se inverter o posicionamento com Norberto, na saída de bola, e formar uma linha de três com Messias e Rafael Lima, liberando Norberto para ser mais ofensivo pela direita e pela diagonal

Renan Oliveira e Ruy estão menos produtivos e eficientes. Quando um deles começa o jogo, a esperança de melhoria é a entrada do outro. O que for escalado precisa chamar a responsabilidade na criação, ter poder de finalização e decisão..

Bill continuou combativo, mas sem poder de finalização. Talvez seja interessante jogar mais dentro da área, revezar a titularidade com Edno ou até a escalação dos dois.

Enderson Moreira precisa relacionar mais opções ofensivas de velocidade e fazer mudanças necessárias mais cedo, sem necessidade de mudar o modelo de jogo. A tentativa de utilizar três volantes contra Luverdense e Brasil-RS não funcionou.

Ruy ou Renan Oliveira, Edno ou Bill, Magrão, Hugo Almeida, pela velocidade, Felipe Amorim são algumas alternativas do meio para frente.

Christian, David e Neto Moura são opções de volante.

Provável time:
João Ricardo;
Norberto, Messias, Rafael Lima, Giovanni (Pará);
Juninho, Ernandes;
Matheusinho, Ruy ou Renan Oliveira, Luan;
Bill ou Edno

América x Paraná
sábado, 19h, Arena do Coelhão
Vamos vencer, Coelhô.
Acredita, América!

-----------------------------------------------------

Marco Antônio


Nenhum comentário: