segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Goiás 1 x 1 América-MG

Na condição de visitante, o América foi o mandante do jogo.

O time americano teve proposta ofensiva, posse de bola no campo do adversário e maior número de cruzamentos e finalizações, inclusive duas bolas na trave.

Erros nos complementos das jogadas, o bom desempenho do Carlos Eduardo, a presença do acaso no gol sofrido e o pênalti não marcado foram fatores que influenciaram no resultado.

Os jogadores americanos acertaram quatro finalizações e erraram 15; fizeram nove cruzamentos errados e 30 errados.

Carlos Eduardo, com bastante movimentação, foi o adversário mais perigoso.

O gol sofrido foi mais consequência de uma sucessão de erros, em vez de jogada construída.

Luan errou a rebatida, Carlos Eduardo a finalização, Luan pulou de costas e não cortou, Carlos Eduardo antecipou Giovanni e finalizou, Rafael Lima rebateu errado, João Ricardo não segurou e Gustavo marcou o gol, em lance que até falta no goleiro poderia ter sido marcada.

Matheusinho teria se destacado mais, caso Hugo Almeida e Juninho tivessem aproveitados as assistências recebidas.

Hugo Almeida finalizou uma na trave, furou uma conclusão dentro da área e chegou atrasado em outra, embora neste lance a melhor opção teria sido o chute cruzado do Matheusinho, em vez da tentativa do passe.

Juninho chutou em cima do goleiro, outra assistência do Matheusinho.

Giovanni e Luan aumentaram a ofensividade pela esquerda.

Principalmente no segundo tempo, com um jogador a mais, Renan Oliveira deveria ter chamado a responsabilidade, mas pouco apareceu.

Enderson Moreira precisou fazer três mudanças devido a lesões.

Ainda assim, a vitória americana teria sido o resultado mais justo.

Posse de bola: 45 x 55
Finalizações certas: 2 x 4
Finalizações erradas: 8 x 17
Passes certos: 233 x 413
Passes errados: 43 x 42
Cruzamentos certos: 7 x 9
Cruzamentos errados: 17 x 30

João Ricardo: Praticamente só trabalhou no lance do gol de empate.

Zé Ricardo: Improvisado na lateral direita e na marcação do Carlos Eduardo, rendeu menos do que pode render. Acertou 19 passes, errou dois.

Messias e Rafael Lima: Mantiveram a consistência defensiva.

Giovanni: Furou o complemento de um passe do Renan Oliveira dentro da área, mas foi mais produtivo na parte ofensiva. Duas assistências para finalizações, dois cruzamentos certos e cinco errados.

Juninho: Sumido no primeiro tempo, apareceu no segundo, quando apoiou pela direita. Fez três cruzamentos errados e uma finalização certa.

Ernandes: Participativo na troca de passes, combate e desarmes. Aumentou o número de passes certos (62) e reduziu o de errados (8). Fez quatro assistências para finalizações.

Matheusinho: Gerou o segundo amarelo do adversário, fez duas assistências para finalizações, que poderiam ter sido quatro, e pelo menos duas delas ter sido transformada em gols.

Renan Oliveira: Uma assistência para gol, uma assistência para finalização, uma conclusão errada. Perdeu seis vezes a posse de bola. Necessita ter mais poder de finalização e decisão.

Luan: Competitivo, marcou gol, mas errou oito finalizações e perdeu seis vezes a posse de bola. Tem capacidade para ser mais produtivo e eficiente.

Hugo Almeida: Uma furada dentro da área e uma finalização na trave. Precisa antecipar as jogadas, segurar a bola para fazer a função de pivô e ser mais decisivo.

Lima: Manteve a segurança defensiva e acertou uma cobrança de falta na trave

David: Colaborou na troca de passes no campo do adversário. Acertou 37 passes e errou um.

Pará: Uma assistência para finalização, um cruzamento certo e quatro errados.

Enderson: Neste confronto, a improvisação do Zé Ricardo não funcionou, mas o time americano manteve o modelo de jogo e a organização tática. Faltou maior acerto dos jogadores na execução.

Goiás:
Marcelo Rangel;
Pedro Bambu, Matheus Ferraz, Alex Alves e Carlinhos;
Willians (Léo Sena), Victor Bolt, Ramires e Andrezinho (Péricles);
Carlos Eduardo e Gustavo (Aylon)
Técnico: Argel Fucks

América:
João Ricardo;
Zé Ricardo (David), Messias (Lima), Rafael Lima e Giovanni (Pará);
Juninho, Ernandes;
Matheusinho, Renan Oliveira, Luan;
Hugo Almeida
Técnico: Enderson Moreira

Gols: Luan, aos 37' do 1ºT (América); Gustavo, aos 44' do 1ºT (Goiás)

Marco Antônio, comentarista AMCE

Nenhum comentário: