segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Mineiro Sub-20: América 0 x 0 Cruzeiro

No empate sem gols com o Cruzeiro, os jogadores americanos demonstraram que o desempenho nas partidas anteriores poderia ter sido bem maior, na primeira fase do Mineiro.

Se tivessem jogado com essa atitude vencedora, competitividade e determinação nos outros jogos, o Coelhãozinho estaria mais bem colocado.

O time americano dominou completamente o cruzeirense.

A proposta de jogo foi toda americana.

No primeiro tempo, Felipinho, Michel e Ronaldo tiveram oportunidades para finalizar dentro da área.

A formação básica foi o 4-2-3-1, com Victor Emiliano inicialmente na direita, depois centralizado e Marcos Santana na direita, mas sem avançar.

Michel e Felipinho foram mais ofensivos pela esquerda e Ronaldo, na única vez que avançou, quase marcou um gol.

Na segunda etapa, as oportunidades mais reais foram do Victor Emiliano, de pé direito, e Marcos Santana. O goleiro adversário fez duas defesas salvadoras.

Com a entrada do Leo Lucas no lugar do Felipinho, Rafael Batista voltou para zaga, Zé Leandro foi para a lateral, Michel foi para o lado direito ofensivo, na linha de três meias.

Depois da entrada do Gabriel no lugar do Victor Caetano, Michel voltou para a lateral.

Faltou explorar o potencial ofensivo do Ronaldo pela direita.

Lucas Luan desfalcou a equipe.

Momento de analisar o porquê de só ter sido tão competitivo durante os 90 minutos contra o rival Cruzeiro e buscar o aprimoramento nos pontos falhos.

América:
Erick;
Ronaldo, Victor Caetano (Gabriel), Zé Leandro, Michel;
Rafael Batista, Renan (Luis Henrique);
Marcos Santana, Victor Emiliano (Kennedy), Felipinho (Leo Lucas);
Guilherme (Marcinho);
Técnico: Fred Pacheco

Falta uma rodada para o fim da primeira fase.

O Coelhãozinho está praticamente classificado para o Hexagonal.

Um empate contra o Villa Nova fora de casa garante a classificação sem a dependência de outros resultados.

O América é o quinto colocado, com 15 pontos ganhos em 10 jogos, quatro vitórias, três empates e saldo de 9 gols.

O sexto é o Betinense, com 15 pontos, quatro vitórias, três empates e saldo de dois gols.

Figueirense é o sétimo, com 14 pontos, quatro vitórias, dois empates e saldo de um gol.

Na última rodada, Figueirense e Betinense vão se enfrentar.

Athletic é o sétimo colocado, com 12 pontos, três vitórias, três empates e saldo de menos 1.

Para o América ficar fora do hexagonal terá de perder para o Villa Nova, o Athletic vencer o América-TO e ainda superar o saldo de gols do time americano.

A diferença dos saldos entre América e Athletic é de 10 gols.

Marco Antônio, comentarista AMCE.

Nenhum comentário: