quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pré-jogo Palmeiras-SP x América-MG

Embora o jogo seja contra o Palmeiras pela Copa Brasil, a grande preocupação deve ser com a sequência do Brasileirão, devido ao desgaste provocado pelos jogos seguidos, sem tempo para recuperação física, e o alto nível da maioria dos adversários.

São Paulo, Corinthians, Atlético-PR, Atlético-MG, Grêmio e Chapecoense serão os próximos adversários pela Série A, antes da parada pra a Copa do Mundo.

João Ricardo, Norberto, Lima, Rafael Lima, Ricardo Silva, Giovanni, David, Christian, Zé Ricardo, Marquinhos, Ruy, Judivan, Luan e Rafael Moura já sofreram lesões ou contusões ou cansaço muscular.

Provavelmente o time americano vai correr o risco de nas próximas rodadas utilizar jogadores com qualidades técnicas mais limitadas para ser titulares na primeira divisão.

Por isso também a necessidade de pelo menos mais três reforços.*

Para enfrentar o Palmeiras, a ideia de jogo desenvolvida pelo Enderson Moreira, durante a disputa e conquista da Série B em 2017, deverá ser repetida. **

Independentemente do resultado, será válido jogar de igual para igual contra um adversário credenciado a conquistar toda competição disputada.

Mas sempre é bom lembrar, que o o principal objetivo histórico americano em 2018 é permanecer na
Série A em 2019.

Talvez a dúvida em relação a escalação inicial seja entre Serginho, que caiu de rendimento com os jogos seguidos, e Ruy, que precisa de mais ritmo de jogo.

Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni deverão formar a primeira linha defensiva.

Com Christian, em processo de transição do DM, e a lesão do Zé Ricardo, Leandro Donizete e Juninho formarão a dupla de volantes.

Aderlan, Serginho ou Ruy, e Luan deverão compor a linha dos meias atacantes.

A marcação das laterais deverá ser reforçada com as duplas Norberto e Aderlan, pela direita, e Giovanni e Luan, pela esquerda.

Marquinhos é opção mais ofensiva para o lugar do Aderlan ou Norberto.

Aylon é alternativa para os lados e centroavante.

Carlinhos deve ser mais produtivo que Magrão, na função de meia atacante de lado.

Até Wesley poderá ser utilizado na função de meia centralizado.

Rafael Moura voltou a ser a primeira opção de centroavante, apesar de Aylon ter sido pouco testado nesta posição.

Provável time e sugestões de mudanças na formação básica 4-2-3-1

João Ricardo;
Norberto (Marquinhos), Messias, Matheus Ferraz, Giovanni;
Leandro Donizete (Christian), Juninho (Christian) ;
Aderlan (Marquinhos), Serginho (Ruy, Wesley), Luan (Carlinhos, Aylon);
Rafael Moura (Aylon)

Palmeiras x América
quarta-feira, 21h45, Allianz Parque
vamos pra cima deles, Coelhô!

--------------------------------------------
Marco Antônio
--------------------------------------------

*
Ainda existe a necessidade de reforços qualificados para sequência do Brasileirão.

Será preciso contratar pelo menos três jogadores para aumentar o potencial agressivo e o poder de decisão do time titular:

- Um meia centralizado.
- Um centroavante.
- Um atacante de lado.

Todos com experiência vitoriosa na primeira divisão, qualidade técnica, intensidade, velocidade, força, poder de finalização e decisão.

**
- Independentemente de quem seja escalado, do adversário e da condição de visitante ou mandante, o time americano é bastante organizado taticamente, na maioria dos jogos disputados.

- Apesar dos erros de execução é até da qualidade dos adversários, tenta buscar o controle do jogo, por meio da valorização da posse de bola ofensiva.

- Com a bola, basicamente são 3 jogadores no início da transição, 4 na segunda linha e 3 mais avançados. Mais as flutuações ofensivas, inclusive dos laterais.

- Com e sem a bola, na distribuição tática mais espaçada, a primeira linha defensiva fica com 4 jogadores, a segunda com 2 volantes, a terceira com 3 meias, e mais a frente 1 centroavante.

- Na formação defensiva compactada, a primeira linha com 4, a segunda também com 4, e os 2 mais um pouco mais avançados, o meia centralizado e o centroavante, antes da linha do meio-de-campo.

Nenhum comentário: